EBS e a Trajetória do Planetário Digitarium

EBS e a Trajetória do Planetário Digitarium

Desde 2013, a experiência no universo que educa e entretém todas as idades.

     Desde 2013, a Education Business Solution (EBS), em parceria com a Hiperlab, leva milhares de pessoas para viajar através do tempo e do espaço com o DigitariumAlém de um instrumento didático e uma forma de entretenimento cultural, o Planetário Digital é uma ferramenta que desperta sensações, curiosidade, formula ideais e instiga estudo das ciências.

     Com o modelo de Planetário introduzido no Brasil pela Hiperlab, é possível ver o céu de qualquer ponto do planeta, seja no passado, no presente ou no futuro. O passeio pelo Cosmo, que dura, em média 25 minutos é definido como inesquecível. Ele permite, através da simulação, o deslumbre do céu de qualquer ponto do mundo, mover-se no tempo em velocidades variáveis, mostrar o movimento anual, experimentar efeitos atmosféricos como pôr-do-sol ou um céu azul e muitos outros. Seja criança ou adulto, o Planetário Digital encanta.

     Logo, com a chegada da Era Digital, as novas tecnologias passaram a ter mais impacto sobre o ensino, principalmente, nas escolas. O dinamismo da atualidade, criou a necessidade de mais agilidade, mais facilidade e até mais atratividade para os alunos. A tecnologia do Digitarium, durante anos, cumpre o papel de inovar e agregar ao processo de ensino-aprendizado, dentro e fora das escolas. Veja algumas fotos das ações já executadas pelo Brasil:

Uma imagem contendo pessoa, interior, estrada, esporteDescrição gerada automaticamente

Studio 5 Festival Mall, Manaus, 2015. 

Uma imagem contendo pessoa, interior, chão, da frenteDescrição gerada automaticamente

Escolas Idaam, Manaus, 2015.

Uma imagem contendo pessoa, interior, chão, fotoDescrição gerada automaticamente

Sumaúma Park Shopping, Manaus, 2016.

Uma imagem contendo interior, pessoaDescrição gerada automaticamente

Escolas idaam, Manaus, 2016.

Uma imagem contendo pessoa, criança, chão, grupoDescrição gerada automaticamente

Boa Vista, 2017.